Os Discursos Publicitários utilizados pelas marcas para reforçar Posições Sociais e o Consumo Exacerbado.

Autor: Hellen Rodrigues Arantes.

Monografia apresentada em cumprimento parcial às exigências do curso de Comunicação Social da UFF – Universidade Federal Fluminense, para obtenção do grau de Bacharel em Comunicação Social, habilitação Publicidade e Propaganda.

Orientador: Prof.ª. Ana Paula Bragaglia.

RESUMO

A publicidade, dada a sua ampla projeção pode influenciar hábitos de consumo, subjetividade e sociabilidades nas sociedades, mediadas por objetos de consumo. O objetivo deste trabalho é identificar as formas como a publicidade pode disseminar posições sociais, isto é, a valorização de quem possui maior poder financeiro, por se valer, inclusive de bens materiais, e, por consequência, gerar a inferiorização e a intimidação de quem não se enquadra nesse perfil. Como resultado, observou-se que o apelo comparativo explícito, e valores como inveja e admiração são algumas das abordagens que disseminam o atributo de posição social associado às mercadorias. Esse estudo será realizado através de autores da Psicologia, Comportamento do Consumidor e Linguagem Publicitária, que são referências no assunto e de uma análise dos discursos publicitários em quatro comerciais de carro na televisão brasileira dos últimos seis anos, de 2010 a 2016.

Palavras-Chave: Publicidade; Sociedade de Consumo; Posição Social; Socialização.

TCC – Hellen Arantes


Crime contra o Direito Autoral, previsto nos Artigos 7, 22, 24, 33, 101 a 110, e 184 a 186 (direitos do Autor formulados pela Lei 9.610/1998) e 299 (falsidade ideológica).